.backtotop { position: fixed; bottom: 20px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ } .backtotop:hover { background-color: #333333; /* color of background on hover over */ color: #ffffff; /* color of text on hover over */ text-decoration: none; /* no underline */ bottom: 10px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ padding: 10px; /* add space around the text */ } -->

10/01/2014

Sobre "As cinquenta sombras de Grey"





Acabei de ler, há poucos dias, o último livro desta trilogia de que toda a gente já ouviu falar.
A minha opinião? É uma obra fraquinha, fraquinha: um conto de fadas dos tempos modernos em que uma virgem universitária (Anastasia Steele) conhece um homem poderosíssimo (Christian Grey), bilionário (ou será tri?), que se dedica às artes sado-maso. Casam, têm filhos e são felizes para sempre.
Nisto se poderiam resumir os livros, não fossem as cenas eróticas que os fazem distinguir dos restantes romances de cordel.
O enredo, com umas cenas de ação à mistura, é muito pobre. Por exemplo, Kate, a melhor amiga de Anastasia, vai casar com o irmão de Christian Grey, e o irmão de Kate acaba enrolado com Mia, irmã de Christian e do noivo de Kate! Dificuldades em perceber à primeira? Pois, é mau demais, mas pelo menos fica tudo em família! 
Além do mais, os livros têm demasiadas ideias feitas e há expressões que são repetidas ao limite: quando Anastasia atinge o orgasmo (e olhem que isso acontece p’raí de dez em dez páginas), a autora refere uma montanha de vezes que a pobre coitada se desfaz em mil pedaços. Já o Christian, na mesma situação, emite variadíssimas vezes o que é descrito como um som gutural, o que lhe deve valer a mastigação de vários Hall’s de mel e limão. 
Se algum mérito tenho de dar à obra é que a li até ao fim (e tantas vezes tive vontade de arremessar os livros contra a parede!). Por um lado, a escrita é bastante arcaica, o que faz com que a leitura seja muito rápida, já que não se perde tempo a pensar. Por outro lado colocou, se calhar pela primeira vez, as mulheres a ler sobre sexo e, digam o que disserem, toda a gente (mulheres incluídas) tem curiosidade em ler sobre sexo.  

10 comentários:

Pocahontas disse...

Eu estou a ler o último também e sou da mesma opinião

LoveT. disse...

Lovely greetings <3 ,kisses!

Caxaxanna disse...

já tinha ouvido falar, e dizem que tem muitasss cenas eroticas!!
http://something-over.blogspot.pt/

miadosantos1 disse...

não li e o entusiasmo cada vez arrefece mais quando leio/ouço opiniões neste sentido. e também não me parece que me faça grande falta!

Raquel disse...

gostei do resumo. nunca li, nem me interesso em ler, mas já ouvi opiniões similares a essas.

devias comentar mais sobre livros, gostei desta rúbrica :)

Joaninha Musical disse...

É mesmo fraquinho. Eu nunca iria ler esses livros,creio que não iria gostar. No entanto,o livro que ando a ler agora deixa-me cada vez mais de boca aberta. Falo do livro dos one direction. Conta historias de fãs que já os conheceram um pouco de todo o mundo,elas são bem loucas mesmo. Estou a amar a leitura. Desejo-te um bom domingo!! Beijinhos fofinhos,fica com deus e até breve!!

Blackbird disse...

Eu li os três e gostei. No entanto eu tenho uma forma peculiar de avaliar livros - uns meses depois se ainda me lembrar do que li é porque era bom, se me esquecer rapidamente dele é porque não era tão bom assim. E a verdade é que apesar de saber os contornos da história, de poucos episódios em concreto me lembro...

Magda Carvalho disse...

Ainda não li nenhum dos livros, mas já tenho ouvido boas criticas deles.
Bjs

Dora disse...

O primeiro livro meteu o piada. O resto foi uma desilusão.

edite disse...

Concordo. Belo post:)