.backtotop { position: fixed; bottom: 20px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ } .backtotop:hover { background-color: #333333; /* color of background on hover over */ color: #ffffff; /* color of text on hover over */ text-decoration: none; /* no underline */ bottom: 10px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ padding: 10px; /* add space around the text */ } -->

18/01/2017

| Objeto de desejo |


Os candeeiros da marca de iluminação checa Bomma são o expoente máximo do minimalismo e, pior, são a minha cara.
Não sei preços e é nestas alturas que penso que a ignorância pode ser uma grandeeee dádiva.
Para quem, além de muito bom gosto tiver dinheiro a condizer (digo eu com os nervos), alguns modelos estão disponíveis na Quarto Sala.

16/01/2017

| You're not pretty (...) but it doesn't matter. You have style |



Frieda Loehmann uma vez disse-lhe: You're not pretty and you'll never be pretty, but it doesn't matter. You have something much better. You have style.
Depois de ver o documentário sobre a icónica Iris Apfel (de 2014, realizado por Albert Maysles) fiquei com a impressão de que a excêntrica nonagenária (sim, já vai nos 95) sempre o soube e fez disso a sua força.

14/01/2017

| Confort zone |


Especialmente ao fim de semana, há dias em que só me apetece vestir roupas práticas e quentinhas, que tem estado frio para caraças.
O look que estou a usar é o exemplo perfeito disso, numa das minhas eternas combinações preferidas: a preto e branco.

11/01/2017

| Kérastase Hair Coach |


Num momento em que todos os dias surgem novidades tecnológicas no mercado, a Kérastase Hair Coach parece-me uma das mais curiosas, já que estamos a falar da 1.ª escova inteligente do mundo (foi, aliás, uma das vencedoras do Prémio Internacional de Inovação de 2017).
Então o que é que diferencia esta escova das tradicionais?

07/01/2017

| Crónicas da vida airada (ou não) #18 |

Agora que passaram uns dias, já posso falar nisso sem esfrangalhar a magia com que nos deixamos contagiar. Sim, porque também adoro o Natal (desde que vivo longe da família ganhou um saborzinho especial), não obstante ele seja sempre igual (no sentido positivo da coisa).
Pois que no Natal há frio e lareiras, doces e conversas, presentes e bacalhau.
Mas há também coisas das quais não temos o hábito de falar, talvez para não estragar o encantamento da época. Mas, meus amigos, ainda que não falemos delas elas continuam a existir, não é?
Então lá vai o meu top 5 de comportamentos-familiares-natalícios-mais-ou-menos-irritantes:

05/01/2017

| Vamos falar sobre sapatos? |


Porque nunca nos cansamos deles e porque há sempre muito a dizer, porque as tendências vão mudando e, claro, porque sapatos nunca são demais para uma mulher.