.backtotop { position: fixed; bottom: 20px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ } .backtotop:hover { background-color: #333333; /* color of background on hover over */ color: #ffffff; /* color of text on hover over */ text-decoration: none; /* no underline */ bottom: 10px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ padding: 10px; /* add space around the text */ } -->

08/05/2017

| E vão 42 |

Ao contrário de tantas e tantas pessoas, gosto de fazer anos. Há muito tempo alguém me disse que comemorar mais um aniversário significa que estamos vivos e aquilo fez-me sentido. 
Desde aí mandei às urtigas o ai coitadinha de mim, que estou a ficar cota, e adotei o ai que sortuda que sou, que estou cá para comemorar.
Embora seja ainda uma novata nesta 'etapa', gosto muito dos quarenta. Como já tinha gostado dos trinta.
Há uma espécie de serenidade, de paz de alma e de segurança que não temos aos vinte (eu, pelo menos, não tinha) e parece que tudo se coloca no devido lugar.
Deixei de ter paciência, em absoluto, para não-assuntos e não-pessoas e apenas me rodeio daquilo que me faz bem.
Não tolero cinismos nem hipocrisias e fujo a sete pés de pessoas assim. Tenho, por isso, um núcleo duro muitíssimo reduzido, mas que me basta e completa. Poucos mas bons.
Gosto muito de passar tempo comigo, que ocupo a ver filmes ou séries, a fazer coisas para o blog, a fotografar, a ler, a ouvir música. E também a não fazer nada, perdida apenas com os meus pensamentos e com as minhas dúvidas constantes sobre tudo.
Estou crescida mas não angustiada, sempre a ver o lado bom das coisas más da vida.
Sinto-me muito jovem – acredito que a idade é o que fazemos dela – e faço por manter a cabeça desempoeirada, tão livre quanto possível, desocupada daquilo que é acessório.
No fundo sou uma criança grande: não sou, de todo, imatura, mas continuo a adorar rir-me de tolices, emociono-me com fogo-de-artifício e balões no ar, sou algo traquina e tenho alguns princípios de vida em relação aos quais sou intransigente. Não envergonhar a criança que já fui é, talvez, o mais premente.
Mas claro que os quarenta não trazem só coisas boas.
As minhas costas têm crises histéricas volta e meia (herança da mãe), pelo que já não posso adormecer num canto qualquer, e sempre que bebo para lá da conta o dia seguinte faz o favor de me lembrar que já não sou uma teenager.
Chateia-me ter de ser muito mais cuidadosa com a alimentação para não começar a engordar que nem uma orca.
Tenho as mamas mais descaídas.
Há dias em que olho ao espelho e me passo com as rugas (e tenho q.b.), outros em que penso que se lixe, são de me rir.
Mas no essencial, no que é realmente importante, sinto que todas as matreirices por que passei na vida fazem sentido, porque me trouxeram exatamente ao ponto em que estou e fizeram de mim o que sou. E, sem falsas modéstias, gosto muito de quem sou.
Por isso, venham então os 42 com força, que tenho ganas de os agarrar pelos cornos. 

18 comentários:

Lápis Roído disse...

Tirando a referência a dotes de forcada, por mim está tudo bem! =P Muitos parabéns e que venham mais 42 cheios dessa energia, Martinha! =)

Os olhares da Gracinha! disse...

é assim mesmo!!!
PARABÉNS amiga e bj

susana disse...

Parabéns, Marta! Sim, os 40 trazem-nos algumas coisas boas e que estávamos muito longe de imaginar quando tínhamos 20... ;) Tem um muito bom dia!

Alex disse...

As tuas palavras transpõem de facto os teus sentimentos :-)
Que o ano doa 42 sejam mais um ano fantástico! Não deixes de ser quem és (eu sei que não) e continua a mimar essa criança interior que de tanto mimo e brincadeira precisa :)

Beijinhos minha querida

Alex

Andreia Barbosa disse...

Gostei da tua atitude!! A idade é apenas um número, o que importa é o espírito jovem, coisa que tens e muito!

http://cidadadomundodesconhecido.blogspot.pt/

A mamã vai casar disse...

Que tenha sido um dia maravilhoso :)
Parabéns.
Beijinho

Dora disse...

Muitos parabéns por mais um aniversário, revi-me imenso neste post incluindo a parte das "amigas" descaídas que achei imensa graça, estou a um danoninho de entrar nos 40 e até me sinto entusiasmada com esse facto e nada deprimida com a situação, venham eles!
Bjs

feltro nas mãos disse...

Parabéns, dia feliz... todos os dias!
Por aqui, já são os 43, algumas rugas, mas (para já) sem cabelos brancos e... é tããão booom!... :)
Na minha opinião, cada ano que passa são vivências e aprendizagens que se acrescentam à vida, pelo que só pode mesmo ser muito bom fazer-se anos!!!
Parabéns pelos 42, que venham mais 42 (no mínimo)... ;)
Beijitos, vida feliz!

Isa Sá disse...

Parabéns e que venham muitos mais anos!

Ms. Telita disse...

Parabéns! Feliz aniversário.

Subscrevo! Os 40 trouxeram uma serenidade que nunca tive antes. Já tinha gostado dos 30 mas os 40 são os novos 20. Odiaria voltar a ter a inquietude dos 20.




Ms. Telita | Telita LifeStyleFacebookinstagramTwitter


• novo grupo para divulgação de blogs: blogs Lifestyle Portugal


Miúda disse...

Parabéns :)
Espero que tenhas tido um optimo dia :)

Sandra Marques de Paiva disse...

Adorei o texto e simpatizo imenso contigo e com a tua maneira de ser. Muitos Parabéns e continua assim ;) Beijinho

Kati Antunes disse...

Muitos parabéns :)
Eu pensava que era muito mais nova :O e é com essa atitude que se deve levar a vida :)
Beijinho, Kati

www.katiantunes.com

Maria Glória disse...

Parabéns Marta! Saúde, alegrias e as melhores realizações.
Um beijinho.

Evy Percebes disse...

Parabéns atrasados! Beijinhos

As Coisas Dela disse...

Feliz Aniversário, que sejas sempre feliz :)

Ana Freire disse...

É assim mesmo! E mai nada!!!
Muitos parabéns, e que contes muitos sempre com saúde! É mesmo só o que mais importa!
Beijinhos! Tudo de bom!
Ana

m-M disse...

No dia chateie-te tanto... qualquer janela onde me cruzei contigo ;)

Sabes, vejo os aniversários como tu, ou não tivesse o meu nascimento sido tão atribulado ;)
E ainda mais desde todo o "drama inerente" ao meu 30º aniversário...

Beijinho,