.backtotop { position: fixed; bottom: 20px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ } .backtotop:hover { background-color: #333333; /* color of background on hover over */ color: #ffffff; /* color of text on hover over */ text-decoration: none; /* no underline */ bottom: 10px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ padding: 10px; /* add space around the text */ } -->

27/02/2015

| I'm only happy when it rains |


O título deste post não corresponde, de todo, à verdade (sou muito mais feliz ao sol, é um facto), mas enquanto estava a preparar este post veio-me à cabeça esta música dos Garbage (ainda se lembram?), que é bem gira.
Estas fotos foram tiradas num dia em que estava aquela chuva miudinha, chata, que, na minha terra, se chama de chuva molha tolos. O curioso é que acaba por não haver quem lhe escape, afinal! :)











Camisola e botins H&M, casaco de chuva Mango, carteira Hampton (não sei a marca da saia)



24/02/2015

| Um livro obrigatório: 1984, de George Orwell |






Já se imaginaram a viver numa sociedade completamente aprisionada, em que a máquina do Estado nos domina de uma forma absoluta, onde somos vigiados 24 sobre 24 horas, onde não somos livres de dizer, pensar ou de fazer o que queremos?
É sobre isto que se debruça o último romance de George Orwell - publicado em 1949 - que obteve um enorme sucesso mundial (o que é bastante fácil de compreender quando se acaba de o ler). 
'1984' é uma obra obrigatória para quem se interessa minimamente por política ou pela compreensão da sociedade. É um livro brilhante, de uma inteligência fora do comum, que me fez questionar (muito). Não querendo misturar ficção e a vida real, o facto é que encontrei pontos em comum com o mundo atual, o que é um bocado assustador. Mas é melhor ter estas dúvidas do que nada questionar, por ignorância. Por muito difícil que isso possa ser.


P.S.: Os óculos não aparecem ali só para servir de enfeite. A verdade é que a velhice não perdoa (!) e aqueles são os meus companheiros de leitura ou para trabalhar ao computador. Vida dura! :)


20/02/2015

| Decoração contemporânea |


Não gosto de casas absolutamente contemporâneas (tão minimais que me fazem lembrar hospitais), mas gosto de casas e peças de decoração modernas que devem, na minha opinião, ser misturadas com outras mais tradicionais. No fundo, deve juntar-se o melhor dos dois mundos, certo?
Vem esta conversa a propósito do portal L'ArcoBaleno, dedicado à arte e ao design, que reúne peças  selecionadas vindas dos 4 cantos do mundo, sempre com um toque de modernidade.
Andei a explorar o site (tem coisas lindas!) e selecionei algumas das minhas peças preferidas, que podiam coabitar cá em casa, numa misturada pacífica e divertida.
Ora vejam:








18/02/2015

| Um blazer oversize |


É, talvez, a peça que comprei nos saldos de que mais gosto. E nem sou muito de usar blazers, porque os tradicionais aborrecem-me um bocadito, mas por este apaixonei-me: adoro o modelo, as linhas e a cor.
Como é relativamente fresco, só o usei ainda uma vez, num dia menos frio (e com uma camisola bem quente). 
Vai ser ótimo para (ab)usar na primavera!












Calças H&M, blazer, lenço e botas Stradivarius, clutch-envelope Vogue

16/02/2015

| Um workshop sobre cupcakes |


No sábado fui à Fnac do Leiria Shopping para participar num workshop sobre cupcakes, da responsabilidade da Your Cake, uma loja situada aqui na cidade que vende tudo o que é necessário para fazer bolos.
Senti-me regressar à infância, já que trabalhar com pasta de açúcar é praticamente o mesmo que trabalhar com plasticina, com o extra de que as sobras, em vez de serem coladas debaixo da mesa, vão direitinhas para a boca.
Uma atividade super relaxante, minuciosa e muito divertida, é o que tenho a dizer. No fim, nem queria acreditar que tinha feito aquela ursa linda que podem ver nas fotos (sim, fui mesmo eu que fiz, contra todas as expetativas!). O que me custou mesmo foi comê-la, mas como a gula é um dos meus pecados, esqueci-me muito rapidamente desse pormenor! :)  












14/02/2015

| As carteiras mais divertidas da próxima estação |


As carteiras da coleção primavera.verão 2015 da designer de acessórios britânica Anya Hindmarch são leves, coloridas e com humor, tudo o que é preciso para dar sal a qualquer look.
Digam lá se não são deliciosas!






Imagens: anyahindmarch.com


12/02/2015

| Maratona a caminho dos Oscares |







Se, por regra, já consumo muito cinema, agora ando a papar filmes como se não houvesse amanhã. Mas o facto é que os Oscares estão aí à porta e gosto de assistir à cerimónia com o trabalho de casa feito, para poder tirar as minhas conclusões com conhecimento.
Estes foram os 4 últimos meninos que vi, todos nomeados para melhor filme do ano.
‘The Imitation Game’ - sobre o brilhante matemático Alex Turing, que quebrou o ‘indecifrável’ código da Enigma, a máquina utilizada pelos alemães na Segunda Guerra Mundial (com um Benedict Cumberbarch gigante no papel principal), - e ‘The Theory of Everything’ - que se concentra principalmente no 1.º casamento de Stephen Hawking, e que Eddie Redmayne encarna, de uma forma muito terna, na perfeição (cheira-me a Oscar de melhor ator!) – são belíssimos filmes, na minha opinião, mas não tão fortes quanto os outros dois. E isto pelo simples facto de que as histórias verídicas por detrás desses filmes já são de si tão fortes que não era difícil (digo eu, do alto da minha ignorância) transformá-las em belos pedaços de cinema. No entanto, acho que a (conservadora) Academia não pensa como eu.
‘Whiplash’, sobre a relação tirânica de um professor e um aluno de bateria (J.K. Simmons está fortíssimo na corrida a melhor ator secundário como o impiedoso mestre do jazz Terence Fletcher) é muito bom, obsessivo e original o bastante – não é normal a bateria ser o instrumento chave de um filme, e isso agradou-me a lot.
'Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)', do mexicano-que-faz-sempre-filmes-que-adoro Alejandro González Inãrritu, é o meu preferido, uma espécie de tragicomédia existencial sobre um ator em queda, que tenta desesperadamente regressar à ribalta. Filmado de forma a parecer uma permanente sequência, é demasiado inovador e out of the box para ganhar o Oscar.
Michael Keaton, no papel principal, está no ponto e Edward Norton (também nomeado para melhor ator secundário) não para de me surpreender. Temos ator e dos bons!
Já a nomeação de Emma Stone para melhor atriz secundária (de quem gosto tanto, tão gira e com paletes de bom gosto!) me parece um bocadinho exagerada. A ver vamos.

No dia 22 de fevereiro lá vou estar a acompanhar a cerimónia em direto e a mandar bitaites na página de Facebook aqui do blog (note-se que, no dia seguinte trabalho, pelo que já antecipo um dia diabólico, mas é a isto que obriga o amor à sétima arte). Se se quiserem juntar à festa e disparatar comigo comentar prémios, fait-divers e, claro, trapinhos, basta gostarem do fashiONoir no Facebook (o link está aí do lado direito) e comparecer à hora marcada.

P.S.: Desculpem o testamento mas começo a falar escrever sobre cinema e não consigo parar.


10/02/2015

| Indispensável para o frio |


Um bom casaco, que é o mesmo que dizer um casaco muito quentinho, é meio caminho andado para um inverno em bom.
Gosto muito deste modelo, um intemporal-dá-para-usar-com-tudo-ou-com-quase-nada. Prático e eficaz, como se quer! 












Casaco Springfield, sapatos Zara, mala envelope Parfois, boina Promod


08/02/2015

| Waterproof |


A maquilhagem à prova de água assume uma maior importância no verão, embora eu, quando vou à praia ou à piscina, não use maquilhagem de todo. Faz-me uma certa confusão, mas há quem não dispense, certo?
Achei que fazia todo o sentido publicar este post agora já que, com as chuvadas que já caíram e as que ainda vão cair até ao final do inverno, o melhor mesmo é precaver.
Atentem nos produtinhos aí em baixo:



06/02/2015

| A Nutelleria é já aqui |


Lembram-se do creme de barrar Nutella? Fez parte da minha infância e, acredito, da de muitos vocês. 
Sérgio e Sónia Santos, que viviam na Alemanha, traziam vários potes sempre que vinham a Portugal, quando, na altura, por cá ainda não existia. No final do ano passado, decidiram abrir a primeira Nutelleria do país.
Quem lá for pode provar quase tudo com o famoso creme de chocolate e avelã: crepes, panquecas, bolas de Berlim, gelado, churros ou choco kebabs, por exemplo. 
Estive lá há dias e como a fome não era muita, fiquei-me por um mini-croissant. Tenho de confessar que, quando era criança, gostava de Nutella mas o que me enchia as medidas (e a barriga) era o Tulicreme (ainda se lembram?).
No entanto, aquele croissant estava divino (mesmo, mesmo!, a comprovar que a qualidade não se mede aos palmos), e prometi-me lá voltar muito rapidamente, para experimentar algo de mais substancial.

Fica no Largo Paio Guterres, 18, em Leiria.







02/02/2015

| Be awesome today... |


Tropecei nesta frase na Internet e gostei tanto dela que decidi que tinha de fazer um quadro lá para casa (em português quer dizer qualquer coisa como 'Hoje sê maravilhoso/a. Mas antes, café.').
E se eu, que sou uma nulidade absoluta em trabalhos manuais, consegui, qualquer um consegue: foi só escrever a frase num documento word, juntar uma imagem (sacada da net, obviamente) e completar com aquela espécie de parêntesis gigantes para enquadrar.
Depois mandei imprimir numa cartolina A4 branca e comprei uma moldura. Fácil mais fácil não há.
Neste momento o quadro já convive alegremente na sala com os inquilinos anteriores! :)